AnaMaria
Últimas Notícias / Família Real

BBC pede desculpas a Príncipe Harry por montagem neonazista

BBC se desculpa com Príncipe Harry, mas duque não aceita

Da Redação Publicado em 19/09/2019, às 18h39 - Atualizado às 18h39

Príncipe Harry - Reprodução/Instagram
Príncipe Harry - Reprodução/Instagram

O canal britânico BBC pediu desculpas ao Príncipe Harry, por ter publicado uma imagem dele, que se refere ao neonazismo, na última quarta-feira (18).

O motivo é que a foto era, na verdade, uma montagem com o príncipe, ao lado de uma mão que apontava a arma para a própria cabeça, e apresentava os dizeres: “Te vejo depois, traidor da raça”. 

O duque solicitou a remoção do material em dezembro do ano passado. A colagem seria uma resposta ao casamento dele com Meghan Markle e teria sido feita por uma menina de 19 anos.

O mensageiro de Harry revelou ao jornal ‘The Guardian’ que “a imagem levantou sérias preocupações de segurança e causou grande estresse em sua família especificamente quando sua esposa estava grávida de quase cinco meses".

A emissora inglesa expôs um comunicado, na última quarta-feira (18), e esclareceu que usou a edição, mas se desculpou por não ter certificado o duque anteriormente. 

O veículo ainda destacou que a reportagem foi de "extrema importância para a prisão de dois membros de um grupo nazista".

VIAGEM À ÁFRICA

Os duques de Sussex anunciaram que irão realizar alguns trabalhos na África, em seu perfil oficial do Instagram.

A missão será em nome da Família Real, mas, o que é relevante é que quem começou todo o projeto foi a Lady Diana, mãe de Harry e de William. 

O casal e o filho Archie irão juntos para o destino, mas depois, o duque seguirá sozinho para outros países, como Angola, Malawi e Botswana. 

O objetivo é solucionar problemas da sociedade, e estão inclusas disfunções como liderança popular, saúde mental, direitos humanos, especialmente de mulheres e meninas mais jovens.