AnaMaria

Dubladora brasileira de Elsa justifica porque não esteve presente na apresentação do Oscar

Taryn Szpilman explica porque não estava na performance de 'Frozen' no Oscar

Da Redação Publicado em 10/02/2020, às 15h30 - Atualizado às 15h30

Dubladora brasileira explica ausência no Oscar - Reprodução/ DisneyMusicVevo
Dubladora brasileira explica ausência no Oscar - Reprodução/ DisneyMusicVevo

A celebração do Oscar emocionou muitos com as diversas apresentações icônicas, incluindo até mesmo Elton John e Randy Newman, no último domingo (9).

Uma outra performance que deixou diversos telespectadores encantados foi a de ‘Into The Unknown’, feita por Idina Menzel, Aurora, e várias outras cantoras que fizeram a voz de Elsa ao redor do mundo.

No entanto, um fato que chamou a atenção e acabou revoltando alguns internautas brasileiros foi a ausência de Taryn Szpilman, a responsável pela versão brasileira.

A atriz, um pouco antes da premiação começar, explicou o motivo de não ter comparecido no palco junto das outras dubladoras.

A profissional publicou uma foto em seu perfil do Instagram e revelou que, por conta da morte da jovem de 21 anos, Andrea Arruti, a representante da América Latina escolhida foi Carmen García Saenz, para que uma homenagem fosse feita.

“Quando me consultaram para viajar para Los Angeles e representar o Brasil, foi uma experiência similar a que tive quando passei no teste para atuar e cantar a personagem da minha vida. Tudo parou e tive que respirar muito para acreditar! Uma emoção indescritível como podem imaginar. Um sonho mágico se realizando que mudaria a minha vida”, iniciou o relato na legenda da publicação.

“Mas compreendo que com a morte da atriz dubladora mexicana da Elsa, no começo deste ano, que a representante da América Latina seja, de forma muito justa e simbólica, a cantora mexicana que dublou as canções da Elsa. E acho que desta forma, se realizou um gesto muito bonito para homenageá-la”, continuou.

A profissional também abriu seu coração ao falar sobre seus sentimentos pela apresentação musical.

“Por isso, eu recebo esta realidade, com o coração apertado (claro, sou humana...), mas aprecio a escolha e vou me emocionar muito vendo as minhas colegas hoje na cerimônia. Todas nós merecíamos estar lá e, sim, poucas foram as privilegiadas, pois não seria possível levar todas, e me solidarizo com a Elsa italiana, francesa, coreana, sueca, grega, indiana, húngara, chinesa, todas as Elsas africanas, do Oriente Médio e do resto do mundo que não vão ter esta experiência transcendental na vida de um artista como eu”, afirmou.

No entanto, a profissional afirmou que não desistirá de seus planos. “Seguirei sonhando e realizando o meu sonho como esta menina da foto, que desde essa idade sonhava em atuar e cantar, e sonhava em ser uma princesa... E que realizou de fato todos estes sonhos, amém”, finalizou.