Dia dos Namorados e o relacionamento à distância: como a internet pode ajudar

Psicólogo também dá dicas para manter a relação viva, ainda que distante 

Ana Mota Publicado sábado 12 junho, 2021

Psicólogo também dá dicas para manter a relação viva, ainda que distante 
Mayara Dantas e Tiago Almeida estão juntos há sete anos - Arquivo Pessoal

Mais um Dia dos Namorados será celebrado em meio ao cenário de pandemia da Covid-19. Em tempos de isolamento social, a tecnologia se fez mais presente para ajudar a estreitar laços afetivos e se tonou uma importante aliada para quem vive um relacionamento à distância, especialmente neste sábado, 12 de junho. 

Viver longe do parceiro ou da parceira pode ser uma verdadeira dificuldade. No entanto, para o escritor e psicólogo especialista em relacionamentos Alexander Bez, a pandemia "é o grande divisor de águas relacionais". Ele explica que, diante das atuais circunstâncias, só irão durar as relações em que as pessoas se gostam de verdade.  "E para isso acontecer, tem que ter sentimento e paixão. Depois, tem que querer levar o namoro para frente e saber como irá coordenar", diz. 

É o caso do casal Mayara Dantas, analista contábil, de 27 anos, e de Tiago Almeida, analista de TI, de 36. Eles se conheceram no ambiente de trabalho, em São Paulo (SP), e estão juntos há sete anos. No entanto, em 2020, Tiago foi demitido e conseguiu um novo emprego em outro estado. Desde então ele mora em Maringá (PR).

Com a surpresa de um relacionamento à distância, eles precisaram recorrer à internet para manter a namoro, com ligações de vídeo e aplicativo de mensagens. Mayara conta que de certa forma, a pandemia acabou facilitando a nova rotina do casal. Isso porque ela atua em sistema home office e pode trabalhar de qualquer lugar. "Se meu trabalho fosse presencial, a ida até Maringá seria muito mais complicada", afirma. 

Ela não nega, porém, que sente falta do contato físico: "Antes nos víamos toda semana, agora, as vezes ficamos um mês sem nos ver. As conversas em vídeo ajudam a matar um pouco da saudade até a próxima viagem." Mayara tem visitado o namorado a cada 20 dias e atualmente está na casa de Tiago para passar o Dia dos Namorados. 

BOM E RUIM
Sobre se relacionar à distância, o casal considera que não tem a melhor parte. Mas acredita que a falta um do outro faz com que eles se conectem cada vez mais. 

Em relação à parte ruim, eles destacam que nem sempre podem compartilhar alguns momentos em que gostariam de estar juntos, como com amigos. 

O que não mudou, no entanto, foi na hora de resolver as crises. "Tentamos sempre resolver conversando mesmo, seja pessoalmente, seja pelo celular", diz Mayara. 

QUATRO MESES LONGE
Quem também vive um relacionamento à distância é o cantor Victor Kley, que namora a portuguesa Carolina Loureiro. Eles ficaram afastados por quatro meses, desde que alguns países suspenderam voos com origem ou destino para o Brasil por causa do agravamento da pandemia. 

Agora que as viagens comerciais foram autorizadas, Kley está em Lisboa, capital de Portugal, e reencontrou a namorada. Eles também irão celebrar o Dia dos Namorados juntos. Em entrevista à SIC, emissora de TV portuguesa, ele contou que as videochamadas foram o que salvou a relação. 

"Nos sentíamos mais ou menos perto. Mas nada substitui o abraço, deitar junto. Começamos a colocar o celular do lado da cama, apagávamos tudo e ficávamos ouvindo pelo menos a respiração", disse.

Em um momento de crise, os dois encontraram ainda na tecnologia uma maneira de não perderem a relação: o videogame. "Passamos a jogar juntos e conversávamos sobre nossas histórias, momentos de trabalho aqui e lá e isso deu uma salvada", explicou. 

Foi do distanciamento que o cantor criou a música 'O Amor É o Segredo', que fala sobre saudade em tempos difíceis. No clipe da canção, ele e Carolina aparecem separados durante a quarentena. 

COMO MANTER O RELACIONAMENTO À DISTÂNCIA
Alexander afirma que para o namoro não se perder o principal é ter paixão, que caracteriza como o grande elemento do amor. "Se acabou o tesão, acabou tudo", destaca.

Depois do sentimento, é importante ter criatividade e motivação. "É isso que vai sustentar a falta do contato físico", diz o psicólogo, que ainda deu 4 dicas para o namoro à distância sobreviver.

1. INTERNET
Bez afirma que é preciso usar e abusar dos mecanismos virtuais para manter o relacionamento. Ele ainda destaca que o parceiro ou parceira pode experimentar a criatividade na internet. "Por que não paquerar o outro com uma mensagem no direct do Instagram, por exemplo? Não precisa ficar só no WhatsApp", sugere. 

2. JUNTOS 
Outra dica é fazer atividades virtuais juntos, seja uma refeição ou até mesmo um cinema, mas deve ser no mesmo horário! Nesses momentos, vale ligar a câmera ou acionar salas em que é possível assistir filmes ou séries ao mesmo tempo com um chat, como a Teleparty.

O mesmo vale para atividades físicas. Se for correr ou estiver na academia, faça uma ligação. Se treinar em casa, faça uma videochamada para acompanhar o outro. O importante é estar junto nesses momentos. 

3. HORÁRIOS
O especialista garante que uma dica fundamental é que os dois ajustem os horários para estarem mais presentes na vida um do outro, justamente para poderem acompanhar na hora de malhar ou fazerem algo juntos. Ele ressalta: "É importante tomar muito cuidado para que o horário do trabalho não acabe extrapolando e interfira no em que poderia estar livre."

4. SURPREENDA
Sobretudo no Dia dos Namorados, o psicólogo lembra da necessidade de surpreender o parceiro ou parceira. E aí a criatividade é livre. "Isso tudo é essencial para que vc possa ter uma qualidade melhor no seu relacionamento", diz Bez.   

Último acesso: 24 Jul 2021 - 19:45:31 (1146175).