AnaMaria
Família/Filhos / Família Real

Nada de alho! Veja os costumes estranhos da família real britânica durante as refeições

Em 2017, o ex-chef Darren McGrandy contou todos os segredos da família quando falamos em comida

Da Redação Publicado em 14/12/2020, às 11h32 - Atualizado em 16/12/2020, às 11h32

Família Real britânica reunidos no balcão do Palácio de Buckingham - Instagram/ @theroyalfamily / PA Images
Família Real britânica reunidos no balcão do Palácio de Buckingham - Instagram/ @theroyalfamily / PA Images

DarrenMcGrady, um ex-chef de cozinha da realeza britânica, contou alguns costumes diferentes da família real durante uma entrevista publicada em 2017 pela Marie Claire inglesa. Segundo ele, seus membros apresentavam comportamentos diferentes dependendo de onde estavam, seja no Castelo de Balmoral ou no Palácio de Buckingham.

O especialista, que trabalhou na residência real entre 1982 e 1993, confirmou os boatos sobre o hábito de beber da rainha ElizabethII, compartilhando ainda que, que quando a família real tirava férias na Escócia, o dia a dia acabava tornando-se mais leve e descontraído, uma vez que eles não precisavam se preocupar com regras e protocolos.

Na sequência, fizemos um top 10 dos hábitos mais estranhos revelados por McGrady!

1.CHURRASQUEIRO: Segundo o ex-chef de cozinha, o príncipePhilip adora fazer churrascos em família. Por isso, era normal encontrá-lo na cozinha, enquanto a rainha Elizabeth II colhia morangos com a princesa Margaret.

2. PRATOS CHEIOS: Os protocolos reais obrigam que, assim que a rainha termina de comer, todos os convidados deixem seus garfos também. Eles são obrigados a encerrar sua refeição do jeito que estava. Exatamente por este motivo, era costume sobrar muita comida dos convidados, no prato.

3. ATRASO REAL: Como a rainha não era nada pontual para o jantar, os funcionários sempre contavam uma pequena mentira sobre o horário no qual a refeição seria servida. Para a soberana, eles diziam que estaria tudo pronto às 20h15, já para os convidados, o horário confirmado era 20h30.

4. NEM TÃO CHIQUE:A rainha Elizabeth não come apenas em pratos com diamantes incrustados. Segudo o ex-chef, ela também é gente como a gente e consome frutas diretamente do pote de plástico.

5. MENU: Os funcionários da cozinha forneciam à rainha um cardápio com várias opções pré-selecionadas. Assim, a monarca escolhia exatamante o que queria e se mantinha na opção sem mudanças de última hora.

6. QUASE UM BAILE: Os jantares no castelo são como vemos nos filmes, diz Darren McGrady. Ele revelou que todos da família real britânica apareciam com trajes de gala para  a refeição e, ao final dela um músico entretinha os convidados tocando uma gaita de fole, tradição iniciada pela RainhaVitória.

7. FAST FOOD: McGrady contou que, muitas vezes, a princesaDiana pedia que o almoço fosse cancelado para que ela levasse os filhos, William e Harry, a sua rede de hambúrgueres preferida. As crianças também amavam salgadinhos fritos e pizza.

8. TROCA: O ex-chef contou ainda que, em uma ocasião, o marido da rainha Elizabeth II, Philip, foi até a cozinha saber o que estava sendo preparado para o jantar. Ao descobrir que seria medalhões de cordeiro, o soberano pediu para trocar seu prato por costelas, refeição que seria servido aos funcionários naquele dia.

9. SEM ALHO: Segundo Darren, a única restrição feita pela rainha Elizabeth II é alho. Ela odeia o cheio e o sabor. Assim, proibiu o tempero em suas refeições.

10. RIGOROSA: Se a rainha só tinha uma restrição, a princesa Diana ocupava o papel de rígida. Ela não comia carne vermelha. Rígida consigo mesma também, a princesa fazia questão de queimar os carboidratos na academia.